Agora está na lei. Pessoas gordas conquistam direito para entrar pela porta de desembarque dos coletivos

Projeto publicado no Diário Oficial legitima acesso para pessoas acima do peso

Foto – Correio da Bahia

Por Gustavo Medeiros

Vitória do movimento gordo em Salvador. As pessoas gordas conquistaram o direito de entrar pela porta traseira (de desembarque) dos ônibus. A determinação está no PL 303/18, que foi publicado na última terça-feira (17) no Diário Oficial da Câmara.

A medida, proposta pelo vereador Hélio Ferreira (PC do B), altera o paragrafo único do artigo 1º da Lei 207/2007, que trata sobre a acessibilidade no sistema de transporte coletivo da capital baiana. Antes o direito beneficiava apenas as gestantes e pessoas com dificuldade de locomoção.

Com a alteração do texto, as pessoas gordas, que precisavam comprovar a “doença” para entrar pela porta do desembarque, não terão mais que provar que podem obter o direto.

A lei também diz que o acesso será facultado a “pessoas acima do peso que não tiverem condições de passar pela catraca, devendo estes pagar e registrar as suas passagens junto ao cobrador”.Nesse caso, quando houver dificuldade de locomoção, o cobrador deve se deslocar até o passageiro para cobrar a passagem.

Em entrevista concedida para o Correio, o vereador lembrou os dados colhidos pela Pesquisa de Vigilância de Riscos e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), divulgada pelo Ministério da Saúde, que aponta um aumento no índice de pessoas acima do peso de 11,8 % para 19,8 em um período compreendido entre 2006 e 2019. Em Salvador,este numero chega a 19,05%.

Para a representante do movimento “Vai Ter Gorda”, Adriana Santos, a lei busca garantir, além do acesso, respeito e representatividade em espaços que não foram pensados para os gordos.Além disso, ela ressalta que a medida vai fazer com que o poder público e os empresários do setor de transportes possa fazer adaptações nos coletivos para este público. “Precisa pensar em todos os corpos”, lembra.

Cotidiano Difícil

Apesar da alteração na lei que torna acessível o espaço nos ônibus, as pessoas gordas que utilizam o sistema de transporte público em Salvador reclamam do serviço prestado, destacando a inadequação do espaço nos coletivos ” Para mim é muita dificuldade, porque as catracas são muito pequenas, muito apertadas. Aí faço o que? Dou o dinheiro ao cobrador e fico na frente”, relata Dany de Paula.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s