Policiais Militares deflagram estado de greve. Comando Geral não reconhece paralisação

Nota da PM e governador Rui Costa responsabilizam o deputado Marco Prisco (PSC) pelo ato

Foto- Bahia no Ar

Por Gustavo Medeiros

Após a assembleia na ADELBA, um grupo de policiais militares deflagraram uma greve por tempo indeterminado na tarde da última terça-feira (08/10). Os integrantes do movimento reivindicam melhorias no PLANSERV, além de um plano de carreira para benefício.

Mesmo com a deflagração da greve, o comandante-geral da PM, Coronel Anselmo Brandão, negou que houvesse a adesão de boa parte do efetivo pela paralisação que foi anunciada pela ASPRA, um dos órgãos sindicais que representa os policiais militares no estado.

Além disso , o Comandante Brandão ainda afirmou que um grupo de 300 policiais, a maioria deles aposentados, tem a responsabilidade por determinar o estado de greve e ressaltou que sempre esteve presente nas rodadas de negociação com os lideres do “movimento”.

Nas redes sociais, o comando da Policia Militar publicou uma nota garantindo a normalidade do policiamento nas ruas e atribuiu a autoria da greve ao deputado Marco Prisco (PSC), tratando assim o movimento como político, que tem a finalidade de criar um clima de insegurança entre a população.

Já o governador Rui Costa (PT) reiterou a posição do comandante e da PM em seu programa, “Papo Correria”. Sem citar o nome de Prisco, ele afirmou que o deputado é tomado por uma “vaidade irracional e responsável”, reafirmando que este é um “movimento de viés político-partidário.”. Ele finalizou declarando que “os policiais não querem ser massa de manobra.”.

Em pronunciamento, que foi viralizado nas redes e canais no Whats App, o deputado Marco Prisco reafirma o estado de greve e tenta desmentir as declarações do Comandante e do governador,afirmando que tem o apoio de boa parte dos policiais do interior do estado.

Saques

Depois da greve ser deflagrada, vários saques e arrombamentos foram presenciados em vários bairros de Salvador. Na Avenida Lima e Silva, no bairro da Liberdade, a porta de uma loja de roupas foi arrombada na madrugada desta quarta-feira (09). Três agências bancárias e outros estabelecimentos também foram vandalizados.

Em Cosme de Farias, cerca de 31 pessoas foram detidas após tentativa de roubo em um mercado e em uma loja. Equipes da 58ª CIPM e das Rondas Especiais (RONDESP) flagraram a ação, após uma denuncia feita pelo 190.

Fonte – Correio da Bahia

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s