Café com pimenta

Por Juliana Barbosa

Arte: Clarissa Fersi

Em Janeiro de 2019, o governador de São Paulo, João Dória, afirmou que “a polícia vai atirar para matar”. Deixou claro qual seria a intenção das ações da PM.

1º de Dezembro. De acordo com a ouvidoria da PM, cerca de 5 mil pessoas estavam num baile funk, festa de rua comum na comunidade de Paraisópolis, em São Paulo.
PARAISÓPOLIS! Remete ao paraíso!
Mas, sabemos que a realidade está longe disso.
Uma ação da Polícia Militar – daquelas que o Dória se referia em Janeiro, no Baile da 17 (nome da rua)um dos mais conhecidos, terminou com nove pessoas mortas na madrugada deste domingo. De acordo com a PM, policiais da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) entraram na comunidade durante uma perseguição a homens armados fugindo com motocicletas. A versão oficial também diz que os suspeitos atiraram contra a polícia.

Um morador da comunidade que também estava no baile funk disse que “essa foi uma das piores” ações da PM na favela. Segundo ele, “a 17 é bem concentrada em uma rua encruzilhada, e eles [PMs] chegaram pelas quatro ruas, por isso não tinha para onde correr”.

O morador contou que tinha “viatura para todo canto”. Em outros bailes, a única opção usada pelos frequentadores de escapar das ações truculentas da PM, segundo o morador, “sempre foram as vielas, mas desta vez os policiais desceram e foram atrás”.

Conforme os primeiros registros sobre as mortes no 89º Distrito Policial (Portal do Morumbi), quando os PMs entraram na comunidade usaram “munições químicas” para dispersar o baile funk. Os frequentadores teriam atirado garrafas e latas nos PMs, o que teria iniciado a confusão.

Acompanhem a linha de raciocínio: Dois suspeitos se escondem entre 5 mil pessoas. Para encontrá-los, a polícia joga uma bomba de gás na multidão, tiro de borracha, cassetete e munições químicas, numa encruzilhada SEM SAÍDA. Pensa.

É um exemplo da necropolítica. Esta suposta guerra contra o tráfico é uma cortina de fumaça para matar a população PRETA e PERIFÉRICA.
O grande consumo de drogas está nos condomínios de luxo; os barões do pó estão espalhados pela elite. Aquelas pessoas que morreram PISOTEADAS? Eis os nomes:

Gustavo Xavier, 14
Marcos Paulo Oliveira, 16
Dennys Guilherme dos Santos, 16
Denys Quirino, 16
Luara de Oliveira, 18
Bruno Gabriel dos Santos, 22
Eduardo Silva, 21
Mateus dos Santos Costa, 23
Gabriel de Moraes, 20

E antes de se distrair com um babaca falando alguma bobagem sobre o rock, ou outro pateta desviando atenção para um ator de Hollywood, se liga!

O salário mínimo vai pra R$ 1031,00.
Correto? Vamos devagar, sou de humanas.
Se dividirmos isso por 30 (equivalente a 1 mês), da R$ 34,36 por dia. Ou seja: a diária de um trabalhador não vale 1kg de carne, nem um lanche no Mc Donald.
Gás de cozinha R$90,00
Carne o kg R$41,00
Dólar R$4,28
30 ovos R$12,00 – Atenção com os de R$10,00 alguns estão vindo podres.

Bate panela, dança coreografia com camisa da CBF e faz arminha, que o “perrengue” passa.

Fontes: El País: exame; Veja

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s