Sikera Jr e Jessica Senra. A pandemia como fronteira abissal do bom jornalismo

Os dois personagens representam as duas faces da pratica jornalistica em tempos de Coronavírus

Por Gustavo Medeiros

Em tempos de coronavírus, o jornalismo ganhou um espaço importante nas grades das principais emissoras de tevê. O tempo dos telejornais foi alongado para que o telespectador possa ter informações essenciais da pandemia que afeta o Brasil e o mundo. A cobertura é diversificada e ganhou destaque também no programas policialescos com horas dedicadas ao assunto.

Na cobertura jornalistica, dois nomes se destacam pelo engajamento nas redes sociais e pelas declarações que são dadas nos programas. Sikera Jr e Jessica Senra influenciam, para o mal e para o bem, os telespectadores e são exemplos de que o espaço de opinião se consolidou no jornalismo diário.

O Irresponsável

Sikeira Jr se tornou um péssimo exemplo de como utilizar a opinião para desinformar usando o deboche como recurso. Antes de ser diagnosticado com os sintomas da COVID 19, o apresentador seguiu o exemplo e seu tutor moral, o atual presidente da república, e desdenhou das ações de isolamento social, sugeridas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

De comportamento negligente visando humilhar pessoas em situação de vulnerabilidade, Sikeira provou da própria língua e do próprio fel, lançado do seu programa no Amazonas, um dos estados brasileiros com maior numero de casos, que já se encontra em situação de calamidade social. O Brasil viu este desdem através do pool da emissora local ” A Critica” com a Rede TV!

A Sensata

Uma das grandes revelações da imprensa brasileira em 2019,Jessica Senra representa a outra ponta do jornalismo diário. A apresentadora segue a linha editorial do “Bahia Meio Dia” buscando informar, mas também formar a opinião do telespectador, delimitando uma linha com viés pautado na cidadania. A jornalista costuma opinar nas matérias que são veiculadas, uma forma de aproximar a noticia.

Diferente do “jornalista” que apresenta o “Alerta Nacional”, Jessica prima pela responsabilidade quando o assunto é o Coronavírus. Em postagem feita no dia 06 de abril. ela expõe, de forma sensata, a sua opinião sobre a possível reabertura do comercio na cidade de Vitória da Conquista, a terceira maior do estado e ponto de potencial transmissão naquela ocasião.

View this post on Instagram

Hoje prefeituras baianas decidiram reabrir o comércio de suas cidades. Uma delas é Vitória da Conquista, a terceira maior cidade da Bahia, tida como ponto de potencial de transmissão da Covid-19 e já com pelo menos 6 casos confirmados. Felizmente, o prefeito voltou atrás da decisão. É preciso levar a vida das pessoas a sério, levar as nossas vidas a sério. É claro que a economia preocupa. Sem recursos, como sobrevivemos? Mas, e sem vidas, como a economia sobrevive? Com uma pandemia em curso, a crise econômica é inevitável. Infelizmente, já estamos vivenciando uma crise que é mundial. Vai ser difícil que algum país, estado ou cidade consiga se manter como uma ilha ou uma bolha imune a essa crise. Mas sairão mais fortes aqueles que souberem lidar de forma responsável com a pandemia, aqueles que souberem como cuidar melhor das pessoas. Vão se recuperar mais rápido aqueles que fizerem o enfrentamento mais eficaz diante da pandemia e, dessa forma, conseguirão conquistar a confiança em sua liderança e em sua capacidade de enxergar o cenário e tomar as medidas necessárias para fazer frente a ele. Diante das graves consequências de quem se recusou a levar o Coronavírus a sério, vamos escolher tomar o mesmo caminho? O isolamento tem se mostrado o remédio mais eficaz contra o Coronavírus. Agora precisamos pensar em como manter o isolamento sem que a gente morra de fome. Esse desafio se coloca diante de todos nós. Tenhamos coragem de enfrentá-lo, criatividade e competência para encontrar alternativas para vencê-lo. #Coronavirus #Covid19 #FiqueEmCasa

A post shared by Jessica Senra (@jessicasenra) on

A Práxis Jornalistica

Em tempos de pandemia, desinformação e fake news, os principais veículos de informação estão preocupados com a checagem de informações. Na contramão disso tudo, e dentro destes meios (sobretudo o jornalismo de tevê ou telejornalismo), as produções dos folhetins policiais primam por uma diretriz unilateral, com poucas linhas que primam pela ética como instrumento que pode dar auxilio a checagem de informações.

Nessa misto de opinião com jornalismo, o principal não é a noticia, mas sim o mediador delas, o apresentador. Sikera traz consigo os holofotes de seu alter ego e o que se vê não é jornalismo, mas sim um jornalista competindo com a própria noticia. O que se vê, em meio a tragedias humanas, com a questão da pandemia, nesse tipo de formato é que o desdem e a espetacularização da dor andam de mãos dadas. No caso do apresentador da tv “A Crítica” isso é nítido e, de certa forma, nocivo.

Seguindo a linha editorial do Bahia Meio Dia e dando um novo padrão ao telejornal,Jessica,além de adotar um viés informativo, vai além. Ela propõe um pensamento critico em conjunto com o telespectador, traz teóricos, em seus comentários e sempre se respalda no marco ético, sempre trazendo temas de relevância para “pensar com o grande público” na hora do almoço.

Deste modo, a praxis defendida pelos dois comunicadores são dois lados, duas vertentes que se confrontam na grande mídia para públicos quase parecidos. Durante este período, e para além dele, pensar o jornalismo e como ele, enquanto considerado “Quarto Poder” é crucial. Nada está além da responsabilidade social, da verdadeira função do jornalista que é a de informar e prestar serviço por meio dos fatos.

Nesse mundo tão vasto, que é o jornalismo, o diferencial é a praxis pautada na ética e no respeito as fontes. No mesmo locus, Jessica e Sikera andam em realidades diferentes e se diferenciam pelo o que é bom ou mal exemplo.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s