OMS decreta pandemia do novo coronavírus

Número de casos no Brasil passa de 70. Organização Mundial da Saúde pede que países redobrem comprometimento com o combate à doença.

Por Juliana Barbosa

Um dia após a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarar pandemia – disseminação em nível mundial, do novo coronavírus (Covid-19), o mercado reagiu negativamente nesta quinta-feira(12). No Brasil, a Bolsa de Valores brasileira iniciou o dia já em forte queda e acionou pela segunda vez no dia circuit breaker, quando as operações são interrompidas por 30 minutos —foram quatro ocorrências em quatro dias. Já o dólar comercial começou em alta de 6%, ultrapassando a marca de 5 reais. O clima de apreensão foi agravado com a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a suspender por 30 dias os voos entre seu país e a Europa. Enquanto o vírus avança e causa pânico no mundo. O governo da China declarou hoje que o pico do surto do novo coronavírus acabou no país. Os novos casos de Covid-19 continuam em declínio, afirmou o porta-voz da Comissão Nacional de Saúde, Mi Feng, em entrevista coletiva em Pequim.

Nesta quinta, foram registrados apenas 15 novos casos no país. A província de Hubei, onde fica a cidade de Wuhan, considerada o epicentro da epidemia, registrou apenas oito novas infecções. É a primeira vez que Hubei registra uma contagem diária de menos de 10 novos casos.

No Brasil, o Ministério da Saúde publicou uma portaria que define como serão feitos o isolamento e a quarentena para enfrentar a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2), causador da doença Covid-19.O texto prevê que agentes de vigilância podem recomendar o isolamento para pessoas que tiveram contato próximo com alguém infectado enquanto o caso delas estiver sendo investigado. O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou no Twitter que medidas de isolamento e quarentena podem ser impostas compulsoriamente.

 “Mas isso não é necessário com autorresponsabilidade. A saúde pública é a lei suprema”, afirmou.

O Governo brasileiro trabalha oficialmente com 52 casos da doença, número que cresce com anúncio de 21 novos casos em São Paulo, Bahia, Rio Grande do Sul e Pernambuco ―esses números só devem ser acrescidos ao balanço nacional, que é atualizado diariamente, nesta quinta-feira.

A China registrou 80.980 casos confirmados de Covid-19 desde o início do surto, com 3.173 mortes confirmadas por complicações causadas pelo novo coronavírus. Além da China, 37.371 casos foram registrados e há ao menos 1.130 mortes. O Irã tem mais de mais de 10 mil casos da doença e 429 mortes. A Itália tem mais de 10 mil infectados e registrou 631 mortes. Nos EUA, há 1 mil casos e 31 mortes.

Por que idosos estão entre os grupos mais vulneráveis ao coronavírus? Saiba quais são os riscos

Segundo o médico infectologista Caio Rosenthal, uma série de fatores colabora para que esse grupo seja mais afetado que a população em geral. Veja, abaixo, alguns deles:

  • O sistema imunológico dos idosos costuma ser deficiente por causa da idade
  • Mesmo as vacinas tomadas na juventude já não são tão eficazes, portanto, há menos anticorpos no organismo
  • Os pulmões e mucosas tornam-se mais frágeis e vulneráveis a doenças virais
  • O idoso costuma engasgar-se e aspirar mais, inclusive levando mais a mão à boca, aumentando o risco de contágio
  • Ele também vai a hospitais com mais frequência, ficando mais exposto a micro-organismos

Veja os cuidados específicos que os mais velhos devem tomar:

  • Estar com as vacinas em dia
  • Controlar possíveis casos de diabetes e de outras enfermidades (como doenças cardíacas, por exemplo)
  • Manter-se fisicamente ativo
  • Reduzir, apenas quando possível, as idas a hospitais, para evitar contágio

As outras recomendações, diz o médico, são as mesmas destinadas a outras faixas da população: lavar bem as mãos, afastar-se de pessoas com suspeita de infecção e tentar não levar uma vida sedentária – além de não fumar.

Fontes: El país, G1

Receita já recebeu 2,46 mil de declarações do IR

Este lote vai contemplar as restituições residuais referentes aos exercícios de 2008 a 2019

Imagem – Portal Contabeis

Por Juliana Barbosa

Estão abertas as consultas ao primeiro lote residual do Imposto de Renda de Pessoa Física, incluindo as restituições dos exercícios de 2008 a 2019. As consultas podem ser feitas por meio da página da Receita na internet ou pelo telefone 146. O órgão disponibiliza, ainda, um aplicativo para tablets e smartphones que permite consultar as informações sobre a restituição do IR e a situação cadastral no CPF.

Os lotes residuais são os de contribuintes que caíram na malha fina do IR, mas depois regularizaram as pendências.

Ao todo, 72.546 contribuintes receberão R$ 240 milhões em 16 de março, de acordo com a Receita. Destes, R$ 151,98 milhões são referentes ao IR 2019, pagos a 43.904 contribuintes.

Do valor total de restituições, R$ 104,18 milhões referem-se a contribuintes com prioridade no recebimento (pessoas com mais de 80 anos; contribuintes entre 60 e 79 anos; pessoas com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e aqueles cuja maior fonte de renda seja o magistério).

Fonte: EBC,G1

Pílulas de química

Por que eu odeio o sal rosa do Himalaia? A ilusão do colorido e a criação de falsas necessidades

Imagem: internet

Por Hélio Messeder

Vou começar essa pílula contando uma história pessoal. Andava pelo mercado do meu bairro e procurando uma pimenta para colocar no meu almoço e na prateleira vi um sal cor de rosa que custava meus dois olhos e uma parte do meu rim. Olhei novamente o preço e não acreditei. Pensei comigo: por que um sal é tão caro? Por que alguém iria no Himalaia buscar um sal?

Olhando na internet eu percebi que se tratava de uma nova moda. Esse sal estava sendo vendido como algo milagroso, sendo recomendado por alguns médicos e nutricionistas para pessoas hipertensas e sendo vendido aos montes em lojas de produtos naturais. Logo descobri que havia também o sal negro do vulcão, o sal azul da Pérsia e tantos outros sais superpoderosos que poderia ser comprados por aqueles que podem pagar pela mágica da suposta alimentação saudável.

Em alguns lugares, eu vi que as pessoas estão comprando luminárias de sal rosa. Sim. Luminárias de sal rosa. Qual a explicação? Vou colocar entre aspas: “Através da luz, em formato de luminária, a rocha seria capaz de aumentar a energia do ambiente, diminuindo os sintomas da depressão, e melhorar o sono, ao reduzir a quantidade de poluentes e elementos nocivos do ar. Supostamente, o sal absorve as moléculas de água do ar e libera íons negativos, que podem remover partículas de poeira e pólen, causadores de alergias respiratórias”. Minha pressão caiu depois de ler isso, alguém traz um pouco de sal?

Mas vamos logo aos fatos. O sal branco ingerimos na nossa casa é, normalmente, composto basicamente de cloreto de sódio (NaCl). Ele é o ingrediente principal de qualquer sal colorido que possamos encontrar no mercado. Em excesso, o cloreto de sódio está diretamente associado à hipertensão arterial, aos problemas cardiovasculares e aos cálculos renais. Para que o Sal rosa do Himalaia pudesse ser um bom substituto do sal de cozinha refinado ele teria que ter uma quantidade menor considerável de cloreto de sódio, confere? Pois bem, ele não tem. Um estudo publicado no site https://themeadow.com/…/minerals-in-himalayan-pink-salt-spe… mostrou que se tomarmos 10 g de uma amostra de sal marinho e sal rosa encontraremos 3,7 g de sódio no primeiro e 3,7g de sal no segundo. Idênticos. Não no preço, né?

Você pode dizer: mas o sal rosa tem outros minerais que fazem bem! É verdade. Por exemplo, o sal rosa tem mais magnésio e mais potássio e mais ferro que o sal marinho, inclusive é a variedade de minerais na sua composição que dá a ele sua cor rosa. Mas, pense comigo, nenhum sal pode ser responsável pela reposição de minerais no seu organismo. A quantidade que você precisa desses minerais estará presente em milhares de outros alimentos. Se você tiver que usar sal rosa para repor seus minerais, certamente você estará muito mal de saúde. Nem sal e nem açúcar podem ser fontes de minerais para o nosso corpo. Isso vale para o sal de todas as cores.

O sal rosa também não pode absorver água e liberar íons negativos para o ambiente. Na real, se ele absorver agua o sal vai ficar dissolvido como acontece quando você põe o sal branco na água. Assim, a não ser que você queira usar a luminária para temperar sua comida, recomendo a compra de algo mais resistente e estiloso. Não gente, nenhuma luminária de sal rosa pode ajudar na depressão e melhorar seu sono absorvendo íons do ambiente.é importante destacar íons negativos não são uma espécie de olho gordo, ou energia negativa das inimigas invejosas, são apenas partículas com mais elétrons do que prótons.

Em resumo: O sal rosa é apenas um sal comum cheio de impurezas (outros minerais que lhe confere a cor rosa. Retirado de minas do Paquistão (perto da cordilheira do Himalaia), trata-se de um sal bonitinho, colorido mas que faz ABSOLUTAMENTE o mesmo efeito que seu sal de cozinha branco. O sal rosa é o exemplo de que essa sociedade cria falsas necessidades, fantasiamos de cientifico/místico e vendemos a peso de ouro para iludir pessoas em busca de uma vida melhor.

Eu odeio poucas coisas na vida, mas o sal rosa do Himalaia é uma delas. Ele é a prova de que se não soubermos usar o conhecimento científico básico para entender a realidade somos facilmente enganados. Ele é a prova de que precisamos melhorar o nosso processo de divulgação científica e ensino de ciências, para garantir que as pessoas ao saírem do Ensino Médio possam, ao menos, suspeitar das coisas quando elas forem coloridas, ditas quânticas ou explosivas. Ele é a evidência urgente de como precisamos ver o mundo material e a nossa sociedade além do espetáculo e além da aparência. Sem conhecer a natureza e a sociedade nas raízes pagaremos ( já estamos pagando) um preço salgado pelo mitos e explicações fantasiosas do mundo.

Sal rosa do Himalaia deveria ser um xingamento. Dá próxima vez que você achar alguém que odeia muito manda ele ir buscar sal rosa no Himalaia, não há nada mais inútil e ofensivo do que isso.

Nos vemos em breve molequinhos e molequinhas salgadinhos.

Referências

http://www.vitrinegourmet.com/…/a-verdade-sobre-o-sal-rosa…/

https://brasil.elpais.com/…/…/ciencia/1545208054_174787.html

https://veja.abril.com.br/…/sal-rosa-do-himalaia-faz-mesmo…/

https://www.facebook.com/…/a.91275194208…/1390141034348298/…

https://themeadow.com/…/minerals-in-himalayan-pink-salt-spe…
https://onlinelibrary.wiley.com/…/10.1111/j.1745-459X.2010.

Aposta do verão: Din din din don, parceria entre Aila Menezes e Preta Gil destaca a voz feminina no pagode.

O videoclipe gravado em salvador ultrapassou 15 mil visualizações no YouTube em menos de uma semana do lançamento.

Por Juliana Barbosa

Gravação do clipe – Crédito Sercio Freitas

Parcerias na música e na vida. Preta Gil e Aila Menezes se conheceram em 2013, durante a participação da baiana no The Voice Brasil e, desde então, surgiu a amizade entre as cantoras. Preta não esconde a admiração por Aila, de quem já gravou “All right” em seu último álbum, “Todas as cores”.

“Há um tempo alimento a vontade de gravar um novo pagode baiano e com uma mulher forte e de atitude como Aila, “Há um tempo alimento a vontade de gravar um bom pagode baiano e com uma mulher forte e de atitude como Aila, tudo se torna ainda mais interessante. São poucas as mulheres que representam o pagode baiano como ela”, declara Preta Gil.

As cantoras, que já há algum tempo aguardavam uma oportunidade para gravarem juntas, apostam no hit composto por Aila e Tacila Almeida, é um “groove arrastado”, pagode baiano que tem em Aila Menezes uma defensora e percursora do estilo desde 2007, quando era vocalista da banda Afrodite, e que depois se tornou “groove de saia”.

Para o videoclipe da canção,dirigido Chico Kertesz e produzido pela Macaco Gordo, as cantoras escolheram como cenário o Palácio Rio Branco na “Cidade Alta” de Salvador, tendo ao fundo a Baía de todos os Santos e o Elevador Lacerda.

Gravação do clipe – Crédito Sercio Freitas

“A mulher no pagode, o protagonismo sempre foi nosso mas, sempre como a bunda que dança e nunca como a voz ativa que comanda a massa, que lidera… O sistema muitas vezes não permite essa igualdade mas, vamos buscar essa igualdade, seja passando por um tapete vermelho ou metendo o pé na porta”, ressalta Aila Menezes.

A cantora baiana, que levanta a bandeira da diversidade, defende que o pagode é a voz da periferia e apoia o crescimento e o respeito pelo ritmo. Aila afirma que a cantora carioca Preta Gil é uma inspiração, uma mulher à frente do seu tempo, uma pessoa necessária:

“Estou muito feliz em poder participar desse projeto com Preta. Ter sido convidada por ela, que é uma artista humana e plural, é uma honra para mim. A canção ‘Din Din Dom’ é a oportunidade de levarmos o pagode baiano feito por mulheres para o Brasil. Estou muito confiante e acho que vamos arrasar”, disse Aila Menezes.

Reprodução: Instagram

“Sabe aquele groove pra dançar agarradinho, bem gostosinho, bem coladinho, escaradinho?”

Divulgação

Assista aqui o videoclipe: https://youtu.be/6bAox3yWauk

Fonte: Midiorama

Café com pimenta

Por Juliana Barbosa

Anna Carolina de Souza Neves, de 8 anos, foi baleada na cabeça no bairro Parque Esperança, no município da Baixada Fluminense. Ela estava no sofá de casa. O crime foi na madrugada desta sexta-feira (10).

Segundo a Polícia Militar, não havia operação na região em que Anna Carolina foi baleada. A família informou à corporação que disparos foram ouvidos pouco antes de a menina ser atingida.

De acordo com a polícia, agentes foram abordados por moradores quando passavam pela Avenida Joaquim da Costa Lima. Em seguida, o pai de Anna Carolina de Souza Neves apareceu carregando a menina nos braços até a viatura, que levou a criança até o Hospital de Saracuruna. No local, ela não resistiu aos ferimentos.

O corpo de Anna Carolina estava no Instituto Médico Legal de Duque de Caxias, na mesma região, na manhã desta sexta-feira (10). 

A Secretaria de Estado de Vitimização informou que estava em contato com os familiares da criança e ofereceu auxílio, assistência social e psicológica aos parentes. Ela é a 3ª vítima de bala perdida no estado do RJ este ano.

Não é possível falar do assassinato de Anna Carolina sem lembrar de Ágatha Félix, também morta aos 8 anos, no complexo do alemão, dentro de uma Kombi, quando voltava pra casa com a mãe, também numa sexta feira, no dia 20 de setembro de 2019.

Ambas mortas pelo estado. Mortas por aqueles que deveriam protegê-las. Vítimas da necropolítica.

Em 2019, seis crianças foram assassinadas na região Metropolitana do Rio.

Não, poderia simplesmente fazer a nota e pronto. Precisava colocar no papel todo repúdio, toda dor, toda lástima de perceber que este ano não tem nada de novo. Toda vez que uma criança é atingida por uma bala disparada pelo estado, a notícia é de que o corpo que encontrou essa “bala perdida” é um preto, pobre e periférico.

E, para os governantes, é só mais um CPF cancelado.

Feliz ano novo para quem? Novo? Como!? Onde? Feliz?