Prorrogado o prazo de inscrição para a III Mostra Sesc de Cinema

Divulgação

Os cineastas e produtores que quiserem se inscrever para a III Mostra Sesc de Cinema agora tem até as 17h de 19 de abril para submeter os trabalhos.
O festival ocorre desde 2017 e tem como objetivos promover e renovar o circuito cinematográfico brasileiro, incentivando novos produtores. Neste ano, as exibições serão entre 1º de novembro e 15 de dezembro e contará com uma novidade: além de curtas e longas-metragens, também serão admitidos médias-metragens.
Poderão participar pessoas físicas ou jurídicas residentes no Brasil, para as mostras Panorama Estadual, Panorama Brasil e Panorama Infanto-juvenil. Os filmes selecionados concorrerão a premiação. 

“Nosso objetivo é promover a difusão da produção cinematográfica brasileira que não chega ao circuito comercial de exibição, apresentando um panorama de diferentes olhares, além de permitir que artistas e cineastas de todo o Brasil possam mostrar seus trabalhos”, destaca Marco Fialho, analista audiovisual do Departamento Nacional do Sesc, em nota à imprensa.


Para se inscrever, basta acessar o endereço www.sesc.com.br/mostradecinema, ler o regulamento, preencher o formulário e enviar o filme. 

Fonte: Correio Braziliense

Sidney Magal reencontra o cinema em ‘Chorar de Rir’

Cantor mostra seu lado ator na comédia protagonizada por Leandro Hassum

SALVADOR – Sidney Magal é o tipo de artista que dispensa qualquer tipo de apresentação. Com 50 anos de carreira, o cantor carioca de 68 anos não tem medo de se aventurar em outras plataformas além dos palcos. Uma delas é o cinema, onde está em cartaz fazendo uma participação especial na comédia Chorar de Rir, estrelada por Leandro Hassum e dirigida por Toniko Melo, que estreou na última quinta-feira (21).

Em entrevista ao Jornal do Commercio durante o lançamento do filme na capital baiana, o artista contou um pouco de sua relação com a tela grande.

“Sempre gostei muito. Eu sou tarado por cinema. Tanto é que tenho umas coleções que faço desde muito tempo, que são todos os filmes vencedores da categoria Melhor Filme do Oscar de 1927 até hoje, para você ter uma ideia. Também coleciono os premiados da categoria Melhor Filmes Estrangeiro. Adoro o [cineasta japonês] Akira Kurosawa, tinha vários filmes japoneses, enfim. E na família, um tio meu por parte de mãe fez o clássico filme nacional Mineirinho Vivo ou Morto (1967). Ele era ator e tinham pessoas que sempre me levavam, de alguma forma, a curtir muito o cinema”, conta Sidney.

A estreia do intérprete de Sandra Rosa Madalena nas telonas foi no filme O Amante Latino, de 1979. “Eu representava o Sidney Magal mesmo, era uma história que falava de ciganos. O elenco era maravilhoso. O Pedro Rovai que dirigiu, o Lívio Bruni (dos Cinemas Bruni) produziu o filme. Paulo Coelho, o escritor, redigiu a história do longa. Foi uma obra que me deu muita alegria, apesar de eu não ter maturidade nenhuma para fazer cinema. Eu estava começando na carreira e eu era um garoto deslumbrado com as coisas que estavam acontecendo”, relembra o artista.

Com o passar do tempo, foram enxergando no modo de Sidney interpretar suas canções um lado ator. Então, ele passou a ser chamado para fazer novelas, musicais no teatro, e outras participações na sétima arte. “Sempre achei que cinema fosse mais fácil. Porque no teatro a gente entra e tem que acertar. No cinema, se você errar tem como cortar, fazer de novo, assim como na televisão”, afirmou.

Em Chorar de Rir, Sidney Magal é o místico Papanô, alguém que interfere diretamente na vida profissional do humorista Nilo Perequê, interpretado por Hassum. “Tem uma coisa ali de pirata, uma coisa mística, uma coisa que não existe. Na verdade, ele é um tremendo trambiqueiro”, entrega ele, aos risos.

A sua participação no longa foi gravada em apenas um dia, mas a relação com Leandro Hassum, segundo Sidney, é de longa data. “Quando vi o figurino do personagem eu disse: ‘Gente, eu vou ficar um demônio de feio!’ (risos). Mas não teve problema, quanto mais feio, mais longe do Magal eu tiver, melhor. Eu me diverti muito. E o Leandro Hassum é fácil de trabalhar, porque ele improvisa, curte, tira sarro. Se erra, ele vai em cima do que você errou. É uma pessoa que tem uma experiência incrível de humor e consegue até me inibir para não ser mais engraçado que ele, o que é difícil”, comenta.

HISTÓRIA DE AMOR

Em 2020, Sidney Magal será visto novamente nas telonas em Meu Sangue Ferve Por Você, uma biografia musical de sua vida com a esposa Magali. O ator José Loreto o interpretará na versão jovem. “A história é de quando eu tinha 29 anos, e a minha mulher, 17. Farei apenas uma participação, ajudar no repertório e em tudo o que for necessário”, declara. A expectativa dele para este momento é grande. “É um filme que vai me deixar muito feliz, porque minha história de amor, realmente, é muito bonita e eu queria passar isso para as pessoas”, conclui o artista cinéfilo.

Fonte: UOL

Sesc abre inscrições para a terceira edição da Mostra Nacional de Cinema

foto: TNH1

Interessados poderão cadastrar suas produções de 13 de março a 15 de abril de 2019

Por Cristiano Contreiras

Sesc abre inscrições para a Mostra Sesc de Cinema 2019, no período de 13 de março a 15 de abril. Os cineastas independentes podem inscrever seus trabalhos, de qualquer duração (curta, média e/ou longa), no site http://www.sesc.com.br/mostradecinema .

A Mostra tem como objetivo descentralizar e equalizar a participação de todas as regiões do país na produção audiovisual brasileira e facilitar o acesso do público a filmes produzidos dentro e fora dos centros urbanos.

Serão aceitas inscrições de obras finalizadas a partir de 1º de janeiro de 2017 realizadas em qualquer lugar do Brasil. A seleção dos trabalhos terá como objetivo a composição do Panorama Estadual, Panorama Brasil e Panorama Infanto-juvenil.

A curadoria da Mostra será definida e organizada exclusivamente pelo Sesc com profissionais e especialistas das áreas de cultura e de cinema, representantes do Sesc e convidados atuantes no campo cinematográfico, que não tenham obras inscritas para seleção da Mostra. A divulgação das obras selecionadas para a Mostra Sesc de Cinema será publicada no site do Sesc (http://www.sesc.com.br/mostradecinema) até 31 de agosto de 2019.

A Mostra tem previsão de exibição entre 01 de novembro e 15 de dezembro de 2019, o Sesc organizará um júri oficial que premiará as obras selecionadas para a Panorama Brasil, onde serão premiadas 5 (cinco) obras audiovisuais com serviços de produção, pós-produção ou distribuição. Serão premiadas com licenciamento dos direitos autorais, para exibição pública e pelo período de 2 anos, até 7 (sete) obras infanto-juvenis selecionadas por curadoria especializada.

INSCRIÇÕES

Para participar da Mostra Sesc de Cinema 2019, é necessário fazer a inscrição via formulário on-line, no período de 13 de março até às 17 horas do dia 15 de abril de 2019, por meio do site http://www.sesc.com.br/mostradecinema.

Quaisquer dúvidas sobre a Mostra, sobre as condições e critérios para participação e seleção das Obras, e/ou sobre o teor do regulamento devem ser encaminhadas para o e-mail cultura@sesc.com.br .

SOBRE EDIÇÕES ANTERIORES

A segunda edição da Mostra Sesc de Cinema realizada em 2018 recebeu inscrições de 238 cidades, com um volume de 1062 participantes, sendo 953 filmes de curta-metragem e 109 de longa-metragem. Em suas duas primeiras edições a Mostra impulsionou a difusão e fortalecimento da produção artística audiovisual nacional, promovendo discussão e intercâmbio entre realizadores, público, estudantes e críticos, por meio da realização de mostras com produções audiovisuais oriundas dos estados de cada uma das cinco regiões do País (Norte, Sul, Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste).

Fontes: TNH1 / G1

Nós’, de Jordan Peele, arrecada US$ 70 milhões nas bilheterias norte-americanas em fim de semana de estreia

O Thriller psicológico sobre uma família confrontada por um grupo de sósias quase duplicou as expectativas de faturamento.

Foto/ Divulgação

Por Cristiano Contreiras

O filme “Nós”, o segundo trabalho do diretor Jordan Peele, fez uma estreia arrebatadora, conseguindo US$ 70 milhões (cerca de R$ 273 milhões) em 3.741 salas nos Estados Unidos. Essa marca é suficiente para o título de segundo melhor fim de semana de estreia do ano atrás apenas de “Capitã Marvel”, da Disney, que arrecadou US$ 153 milhões (cerca de R$ 597 milhões).

O thriller psicológico de Peele sobre uma família confrontada por um grupo de sósias quase duplicou as projeções, que estimavam inicialmente um total de três dias na faixa de US$ 38 milhões a US$ 45 milhões.
“Nós” agora tem o mais lucrativo fim de semana de um filme de terror original, superando “Um Lugar Tranquilo”.

Fonte: G1 / Omelete

Rocketman: Diretor nega rumores sobre “censura” de cenas LGBT

Dexter Fletcher garante que veremos o relacionamento de Elton John (Taron Egerton) e John Reid (Richard Madden) no filme.

Foto Divulgação


Por Cristiano Contreiras

Após o surgimento de rumores online, sobre uma cena gay na cinebiografia de Elton John que pudesse ser cortada por censura do estúdio, o diretor de Rocketman foi ao Twitter para negar as alegações. Dexter Fletcher (Bohemian Rhapsody) defendeu a Paramount, dizendo que o filme tem total apoio do estúdio.

Seeing much speculation about ROCKETMAN!! That’s good! It’s still unfinished so it’s nothing but rumors. It has and always will be the no holds barred, musical fantasy that Paramount and producers passionately support and believe in. See for yourself May 24. Dx x

— Dexter Fletcher (@Dexfletch) March 22, 2019
“Vendo muita especulação sobre Rocketman! Isso é ótimo! O filme ainda não foi finalizado, então não são nada mais do que rumores. Ele é e sempre será sem inibições, uma fantasia musical que a Paramount e os produtores apoiam e acreditam com muito amor. Veja você mesmo!”, postou Fletcher.

Os rumores indicavam que o estúdio estaria pressionando o diretor em cortar uma cena de 40 segundos em que Elton John (Taron Egerton) e John Reid (Richard Madden) estão em uma cama pelados. Apesar de não ter nú frontal e ser feita com bom gosto, a empresa estaria pedindo a retirada, para o longa não receber uma classificação indicativa para maiores de idade.

Mesmo com as especulações explodindo na internet, o produtor executivo Matthew Vaughn (Kingsman – Serviço Secreto) já havia revelado que “esse filme vai deixar o público boquiaberto. O Elton só disse, ‘Contem tudo. Deixe o mais explícito que vocês precisarem.’ E nós fazemos exatamente isso, com sua permissão. Suas falhas e suas genialidades estão todas lá.”

Ainda com Bryce Dallas Howard e Jamie Bell no elenco, Rocketman chega aos cinemas no dia 30 de maio.

Fonte: AdoroCinema