Grande perda no jornalismo baiano. Morre João Carlos Teixeira Gomes, o Pena de Aço

Jornalista que desafiou o carlismo estava internado no Hospital da Bahia

Foto – Reprodução

Da Redação MMQI

O jornalismo brasileiro amanheceu triste nesta sexta feira (19) com a perda do grande João Carlos Teixeira Gomes. Conhecido como Pena de Aço, Joca ocupava a cadeira de número 15 da Academia de Letras da Bahia e se despediu de nós na noite da última quinta-feira (18) após vários dias internado no Hospital da Bahia.

Segundo informações de amigos mais próximos, ele estava enfrentando um AVC ( Acidente Vascular Cerebral) no cerebelo há cerca de três anos. De lá para cá, o seu estado de saúde nunca foi o mesmo. Nos últimos dias, uma fraqueza, precedida de uma pneumonia e falência múltipla dos órgãos, o levou para o internamento.

Além de jornalista, João Carlos era escritor,ensaísta e professor. Junto com Florisvaldo Matos, Calazans Neto e Glauber Rocha ( de quem é biógrafo) formou a geração MAPA na ALB. Mas foi como de perfis biográficos que Joca se notabilizou, mas precisamente por sua coragem em desafiar Antônio Carlos Magalhães com a biografia “Memória das Trevas”, onde ele descreve a trajetória de poder do ex- governador e ex-senador da Bahia.

Joca foi o autor da obra que desafiou o Carlismo. Foto – Divulgação

O nosso Pena de Aço construiu uma carreira sólida dentro do jornalismo, trabalhando, durante muito tempo, no Jornal da Bahia, ocupando diversos cargos, de repórter a chefe de reportagem. Joca também trabalhou no Jornal A Tarde como colaborador fixo e foi secretário de comunicação do Governo do Estado na gestão de Waldir Pires.

Joca deixou uma vasta obra composta por biografias e contos, contribuindo, de forma incansável, para o desenvolvimento da carreira jornalística no estado. É dessa forma que o MMQI homenageia um dos grande nomes do nosso jornalismo.

Fontes – Bahia.ba, Metro 1 e Correio da Bahia

Meninas do Bahia goleiam e conquistam Campeonato Baiano

Bahia vence o Juventude de Belo Campo por 5 a 1 na Arena Fonte Nova

Foto – ASCOM/E C Bahia

Por Gustavo Medeiros

A equipe de Futebol Feminino do Esporte Clube Bahia conquistou o Campeonato Baiano da categoria ao vencer o Juventude de Belo Campo por 5 a 1 na tarde deste sábado (30) , na Arena Fonte Nova, confirmando a vantagem conquistada na partida de ida, quando tricolor venceu o time do interior por 3 a 1.

Os gols que deram o título do Baianão para as “Meninas de Aço” foram anotados por Anny, Gadú, Fabi (2) e Helen. Após o título, o primeiro do clube na categoria, as atletas do técnico Igor Morena vão focar na preparação para o Campeonato Brasileiro A2, após se desfazer da parceria com o Lusaca, equipe da cidade de Dias D’Ávila.

A equipe campeã contou também com a artilheira do campeonato e com a goleira que tomou menos gols na competição.

Campeãs Invictas

A campanha do Bahia no Campeonato Baiano de Futebol Feminino foi perfeita. Após a eliminação no Campeonato Brasileiro A2 e fim da parceira com o Lusaca, as “Meninas de Aço” venceram todos os jogos que disputou. Foram nove vitórias em nove jogos com 44 gols feitos e apenas dois sofridos, uma marca impressionante para a equipe que foi recém montada.