Brasil confirma primeiro caso de coronavírus

Mulher com os sintomas compatíveis desembarcou em Belo Horizonte

Foto – ALEX PLAVEVSKI / EFE

Por Gustavo Medeiros

O Brasil já confirmou o primeiro caso suspeito de Coronavírus na última quarta-feira (22). Trata-se de uma mulher que esteve em Xangai na China e desembarcou em Belo Horizonte no último sábado (18). Ela apresentou os sintomas compatíveis com a doença respiratória viral aguda, que já infectou cerca de 444 pessoas e matou 17 na China. Outros casos de infecção foram confirmados na Coreia do Sul, Tailândia, Estados Unidos e Taiwan.

Após a confirmação, o Ministério da Saúde se pronunciou e afirmou que o caso não se enquadra como suspeito, definição dada pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Os primeiros casos do vírus foram registrados no final de dezembro na cidade chinesa de Wuhan.

Saiba mais sobre o coronavírus e os seus sintomas

Fonte – Revista Veja

Caso Uber – Motorista sobrevivente conta tudo

Em entrevista à TV Bahia, ele relata sobre os momentos que estava no cativeiro e como conseguiu fugir

Foto-  Matheus Simoni/Metropress

Por Gustavo Medeiros

Sobrevivente da chacina que torturou e matou quatro motoristas de aplicativo na ´madrugada da última sexta-feira (13), na comunidade Paz e Vida (Entre os bairros de Santo Inácio e Mata Escura), contou detalhes da ação. Ele relatou, em entrevista concedida à TV Bahia, que fugiu quando um dos motoristas reagiu e lutou contra os assassinos.

Segundo o motorista, quando ele percebeu que iria ser morto, pediu aos assassinos para falar com Deus. Nesse instante, o sobrevivente rezou o Salmo 121 e, ao terminar, o suspeito colocou a arma em cima da geladeira para pegar o corpo de uma das vitimas. A partir daí, Genivaldo da Silva Felix, reagiu e o motorista escapou.

Na entrevista, o sobrevivente também contou como conseguiu escapar.e disse que só conseguiu chamar a polícia após chegar a uma área próxima do Presídio Salvador.

“Eu não conseguia sair andando, porque a lama estava até o peito. Então, eu segurava na árvore e rastejava, só que quando eu segurava, a árvore balançava e então eles atiravam na direção da árvore que estava balançando”

As vítimas do atentado foram identificados como Alisson Silva Damasceno dos Santos, de 27 anos, Sávio da Silva Dias, de 23 anos, Daniel Santos da Silva, de 31 anos, e Genivaldo da Silva Félix, de 48 anos. Todos eram motoristas de aplicativos. O caso é investigado pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

Protesto

Foto- Cid Vaz/Tv Bahia

Motoristas dos aplicativos 99 Pop e Uber fizeram mais um protesto durante esta segunda (16), que contou com a participação de parentes das vitimas. O grupo se reuniu pela manhã na altura da Assembleia Legislativa, no Centro Administrativo da Bahia (CAB) e saiu em carreata e buzinaço em direção à Secretária de Segurança Publica (SSP-BA).

Pela tarde, os motoristas fizeram mais uma carreata na Avenida Paralela e seguiu em direção a sede das duas empresas, na região da Pituba, deixando o transito completamente lento.

Fonte – G1, Correio da Bahia e Metro 1

Carla Diaz fará Suzane Von Richthofen em filme

Produção com atriz global será lançada em 2020

Foto: Sérgio Castro/Estadão Conteúdo

Por Gustavo Medeiros

A atriz Carla Diaz interpretará Suzane Von Richtofen no cinema. Ela foi escolhida para ser a protagonista do filme que contará a história de um dos mais lembrados casos policiais do Brasil. Com o título provisório de “A menina que matou os pais”, a produção ainda não teve a data de estreia divulgada.

Em anuncio, feito no ano passado, o diretor Mauricio Eça afirmou que o longa será um “thriller psicológico de suspense” com a pretensão de abordar os motivos em torno do assassinato e retratar os acontecimentos que envolvem o crime e o julgamento de Suzane e dos irmãos Cravinhos, se concentrando nas causas que levaram ao assassinato de Manfred e Marisa Von Richtofen.

Foto- André Kohl/Divulgação

O projeto já está em fase de pré-produção conta com o roteiro da criminóloga Ilana Casoy e do escritor Raphael Montes. A pesquisa para reconstituição da história foi feita em seis meses entre analises de documentos, desde o assassinato até a condenação.

A previsão de lançamento é para o primeiro semestre de 2020.

Relembre o Caso

Em 31 de outubro de 2002, no bairro do Brooklin, em São Paulo, Manfred e Marisa Von Richthofen foram mortos a pauladas enquanto dormiam. O crime foi cometido pelos irmãos Daniel e Cristian Cravinhos, namorado e cunhado de Suzane Von Richthofen, condenada a 39 anos de prisão, por ser a mentora do crime.

Daniel e Cristian, condenados a 39 e 38 anos de prisão, estavam cumprindo a pena em regime aberto.

Fonte – G1, Hugo Gloss e E+ (Estado de São Paulo)