Salvador embaixo d’água. Chuva causa transtornos na capital baiana

Pontos importantes de Salvador, como a Avenida ACM, ficaram completamente alagados. Foto-Reprodução

Por Gustavo Medeiros

Salvador amanheceu debaixo de muito chuva nesta terça-feira (26). Desde a última segunda (25) que a capital baiana sofre com o mau tempo,transformando a primavera em inverno.

As fortes chuvas tem causado transtornos em vários pontos da cidade. Nas vias mais importantes, o que se vê são carros parados e pistas alagadas. Pela manhã, a Codesal (Defesa Civil) emitiu uma nota da continuidade do tempo, com riscos de deslizamentos de terra e alagamentos. Com isso, houve mudança no nível do alerta máximo.

Até às 10:30 da manhã, o orgão registrou mais de 105 casos, sendo 40 alagamentos de imóveis e 11 ameaças de deslizamentos por meio do número 199. A sirene já foi acionada nas áreas de maior risco como a Baixa do Cacau, Baixa da Santa Rita, Calabetão, entre outras.

Até mesmo o metrô sofreu com o impacto do temporal que castiga a cidade. A linha foi interrompida no trecho que liga as estações Acesso Norte, DETRAN e Rodoviária, afetando todo o sistema. A água invadiu a porta do elevador na Estação Campo da Pólvora e provocou rachaduras em uma área próxima da passarela que dá acesso à Estação Imbuí.

Transtornos

Por conta do acúmulo de água, o trânsito ficou lento em avenidas como a Cardeal da Silva, Heitor Dias e Antônio Carlos Magalhães. Na Avenida Centenário, no trecho entre o Shopping da Bahia e o Instituto Médico Legal, os carros pararam na via quando atravessavam as poças d’água no sentido Centro.

Na região do Dique do Tororó, na altura da Arena Fonte Nova, houve pequenos deslizamentos de terra. Por conta disso, o trânsito está complicado neste trecho.

Limite

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), Salvador registrou cerca de 65 mm de chuva entre a meia noite e as nove da manhã, ou seja um volume de chuvas maior do que o esperado para o mês de novembro.

Fonte – Correio da Bahia e Metro 1

Salvador amanhece com muitos transtornos por conta das chuvas

Até às 12h, a Codesal registrou 171 ocorrências. No Sul do estado, tempestade tropical perde força e se afasta das cidades de Mucuri e Nova Viçosa

Ponto de ônibus na Avenida ACM ficou completamente alagado por conta das chuvas. Foto- Milena Teixeira/Bahia.ba

Por Gustavo Medeiros

O soteropolitano enfrentou uma segunda-feira (25) com muitos transtornos por conta das fortes chuvas que caem na cidade desde a madrugada. Na Avenida ACM, um rio transbordou no trecho entre o Hospital Teresa de Lisieux e a Comercial Ramos. O trânsito ficou parado nos dois sentidos durante a manhã. Veículos e pedestres ficaram ilhados.

Foto – Alberto Luciano/TV Bahia

Ainda pela manhã, aconteceu um deslizamento de terra na Avenida Heitor Dias, onde uma revendedora de carros foi completamente invadida pela terra. Vários veículos que estavam na loja foram atingidos pela lama.

De acordo com a Defesa Civil (Codesal), por meio de um boletim, de 0h até as 12h já foram registradas cerca de 171 ocorrências por toda a cidade. Entre os registros estão 42 ameaças de deslizamentos, 33 deslizamentos de terra, 15 alagamentos de imóveis entre outras ocorrências como desabamento de arvores e alagamento de imóveis.

Tempestade Tropical

A tempestade tropical que está localizada entre o Sul, Extremo Sul do estado e o Norte do Espírito Santo perdeu força e já se afasta da costa litorânea. Mesmo assim, cidades como Mucuri e Nova Viçosa adotaram medidas preventivas para enfrentar os fortes ventos, que provocaram ondas de até 2,5 metros.

Nas escolas, as aulas foram suspensas e a energia dos postes de iluminação pública foi cortada, para que não haja um risco de curto-circuito. A previsão é que a tempestade se dissipe por volta dessa terça-feira (26). O fenômeno natural é monitorado pela Marinha em colaboração com Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE).

A Defesa Civil faz um alerta para a população dos dois municípios, pedindo que evite ficar embaixo de arvores e próximo de muros e postes.

Fonte – Bahia.ba, Metro 1 e G1 Bahia

Raios, trovoadas e muita chuva na noite de sexta-feira em Salvador

Ruas alagadas e muitos transtornos provocados pelo mau tempo, que vai permanecer até terça-feira

Os relâmpagos puderam vistos em várias partes de Salvador – Reprodução : Instagram

Por Gustavo Medeiros

A noite da última sexta-feira (22) e a madrugada deste sábado (23) foi cheia de raios, trovões e muita chuva em Salvador. Ruas e bairros ficaram alagados em questão de poucos minutos. Pontos de alagamentos foram localizados no Rio Vermelho, na Avenida Centenário e no Vale do Canela, onde motoristas e pedestres tiveram dificuldades na volta para casa.

Escolas e hospitais também sofreram com o forte alagamento. No Hospital Jorge Valente, pacientes gravaram um vídeo onde mostra um grande vazamento no teto da unidade. Funcionários tentaram diminuir os estragos provocados pelas chuvas com baldes.

Desde quinta-feira (21), Salvador recebe chuvas com trovões e relâmpagos, mas em áreas isoladas. Segundo a previsão, as chuvas permanecem na capital até a próxima terça-feira (26). A Defesa Civil (Codesal) emitiu um alerta para chuvas moderadas e fortes acompanhadas de descargas elétricas e rajadas de vento.

De acordo com o órgão, foram registradas, entre a noite de sexta e a manhã de sábado,32 ocorrências. Ao todo foram 14 imóveis alagados e três deslizamentos de terra, além de outras três ameaças de desabamento,dois alagamentos de área entre outros registros.

A Marinha e a Capitania dos Portos também emitiram um alerta de mau tempo e risco de formação de um ciclone tropical no litoral Sul do estado.

Fontes: Correio da Bahia, Metro 1 e Bahia.Ba